Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

 

Atendimento: Segunda a Sexta, das 7:00hs às 13:00hs

Defesa Civil e Assistência Social seguem com entrega de ajuda humanitária para atingidos por chuva de granizo


Publicado em: 10/11/2017 13:37 | Fonte/Agência: Assessoria de Imprensa | Autor: Paulo Escobar

 

Defesa Civil e Assistência Social seguem com entrega de ajuda humanitária para atingidos por chuva de granizo

Esta é a segunda etapa de ajuda humanitária.

A Defesa Civil de Coronel Sapucaia iniciou a segunda fase de ajuda humanitária para os munícipes que sofreram com a chuva de granizo no último dia 25, essa é a segunda etapa de ajuda humanitária, a primeira, foi a distribuição de lonas realizada como apoio emergencial pela Secretaria Municipal de Assistência Social, logo após a chuva de granizo.

Por toda a semana a equipe da Defesa Civil, esteve realizando visitas nas casas atingidas pela chuva de granizo, e hoje, pela manhã, sexta-feira, (10), realizou a entrega dos kits de ajuda humanitária, nas dependências da Secretaria Municipal de Assistência Social. Ao todo foram entregue mais de 210 folhas de Eternit, 30 colchões, 30 Kits dormitórios e 40 mantas, além da concessão de lonas realizadas na primeira fase, ao longo dessa semana foram atendidas mais de 40 famílias na zona urbana (Bairros como Vila Nova, Vila Nova Esperança e Nhu Vera), além de atendimento a famílias indígenas na Aldeia Taquapery.

Os materiais foram doados pelo Governo do Estado, e pela CEDEC (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil), e as visitas, in loco, e entrega, foram realizada pelo Coordenador municipal da Defesa Civil, Celso Ricardo, e Primeiro Secretario, Anderson Brites, e com apoio da secretaria Municipal de Assistência Social, Ivone Paetzold, e pelo assistente social Daguimar Rodrigues, além do apoio da equipe técnica da CEDEC/MS, representada pelo tenente Jéferson Aparecido Albuquerque.

MAIS ATENDIMENTOS

Neste sábado e na semana que vem a equipe da Defesa Civil estará realizando a entrega dos kits, que conforme o cronograma, ao longo da semana que vem será realizada mais visitas, in loco, e posterior entrega dos kits.

Defesa Civil municipal e Governo do Estado garantem a construção de ponte de concreto em Coronel Sapucaia e licita mais três.

No inicio do ano a União reconheceu a situação de emergência em Coronel Sapucaia, publicada pela Portaria pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil no Diário Oficial da União o qual reconheceu situação de emergência em Coronel Sapucaia - MS, conforme a portaria nº 50 de 19 de Abril de 2017, assinada pelo Secretario Nacional de Proteção e Defesa Civil, Renato Newton Ramlow, o reconhecimento de situação de emergência pela União, deu-se em razão dos estragos provocados pelas fortes chuvas que vem ocorrendo desde o início do ano de 2017, (Conforme CEMTEC houve acumulo de 334 mm de chuva entre Fevereiro e Março de 2017, em que Coronel Sapucaia e Amambai, foram as cidades mais chuvosas do Estado período), principalmente aos meses de Fevereiro, e Março, em que o município veio a decretar a situação de emergência no município conforme o Decreto Municipal nº 40 de 23 de Março de 2017. O reconhecimento é o primeiro passo para que a prefeitura possa receber apoio do governo federal para ações de socorro, assistência à população e recuperação de danos causados por desastres naturais.

Após todos esses procedimentos internos da Defesa Civil do município, a AGESUL, já liberou processo licitatório dos projetos para construção de três pontes de concreto no município, com recursos próprios do Governo do Estado, e o investimento previsto é de R$ 3,8 milhões.

Das três pontes, duas ficam sobre o Rio Iguatemi. Uma dá acesso para a Colônia Magaí e outra para a Comunidade Cerro Perón, ambas 40 metros de extensão por seis de largura cada. A terceira ponte que está em processo de licitação será erguida sobre o Rio Boi Jaguá e irá facilitar o acesso para Fazenda Nhú Guaçu, às regiões de Palmeira e Batatais e à divisa de Coronel Sapucaia com Paranhos. A travessia terá 25 metros de distância por seis de largura.

A liberação dos recursos deu-se pela homologação Estadual e reconhecimento pela União, de situação de emergência, para o reconhecimento de situação de emergência pela União, foram analisados vários documentos municipais como FIDE (Formulário de Informações do Desastre), DMATE (Declaração Municipal de Atuação Emergencial), Parecer Técnico municipal e Estadual, Laudo Ambiental, Relatórios Fotográficos, Laudo Meteorológico, sendo todos os relatórios municipais desenvolvidos pela Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil do Município, dirigidas pelo Coordenador Celso Ricardo M. Ferreira, e Primeiro Secretario (Anderson Brites).




Leia também

Destaques

Comunicado Najla Mariano

10/11/2017 13:37

Destaques

Dias das Crianças

10/11/2017 13:37

Destaques

Asfalto na Nhú Vera

10/11/2017 13:37